Arquivo da tag: poesia erotica

Não Diga Nada…

Não diga nada, apenas escute meus gemidos, sussurrados em doses promíscuas de prazer e pecado.

Não diga nada, apenas sinta meus toques mais perversos debaixo do seu corpo quente e molhado.

Não diga nada, apenas entre dentro de mim, como você costumava fazer naquelas noites em que desistia da sua decência e escolhia o caminho das minhas coxas para chegar em casa…


Naquela Tarde…

bici2

Naquela tarde, você me deu um pouco do seu corpo, com toda a suavidade da sua pele e o calor que saía dela; você me deixou tocar nos precipícios e nas dobras, explorar as partes mais recheadas e adentrar as cavidades mais inesperadas… naquela tarde, ao lado da sua bicicleta, você me mostrou por onde começaríamos a nossa história, que é tão grande e próspera quanto a imensidão do seu rabo…