Arquivo do autor:Cris Coelho

Sobre Cris Coelho

Eu sou um ser que odeia estereótipos, que não me classifico em nenhuma categoria sexual (homo, hétero ou afins) / não sigo nenhuma religião nem doutrina, apenas tenho fé e amor / não sou enquadrada em nenhum tipo "adequado" de padrão de sociedade. Sou escritora & Poetisa... Tenho 2 Marias que me acompanham sempre: Maria Scarlet (www.mariascarlet.com) & Maria Poeta (www.mariapoeta.com). Sou LIVRE!

“Bem ali”

bemali

Você me deixa louca quando me toca bem ali… no ponto em que mais emociona meu corpo, que faz me desdobrar de prazer ao pensar em todas as possibilidades e em todo caminho que será percorrido até você cansar. É ali, bem ali, que você acessa minha parte mais íntima, onde meu pudor dá espaço para seus carinhos brutos e urgentes; onde sinto sua pulsação de forma corrente e viril. É bem ali que você deixa de ser um simples amante e se torna, por alguns segundos intensos, parte de mim.

 


Meu Pecado…

Minha mente trabalha incessantemente, meu corpo queima e minha vontade sublima a razão de não tê-la por perto. É minha alma que pede sem pudor o seu toque pecaminoso, rejeitado pelas tradições e esculpido pelo prazer de ter você aqui, entre minhas pernas e dentro do meu santuário. Porque o meu desejo pode ser sujo aos olhos dos bons moços, mas é cristalino no momento em que enxergo você: desnuda, linda e minha…


Quando estou com você…

Quando espero por você, espero molhada; quando você chega, já estou encharcada. Quando sinto seu toque bruto nas dobras do meu corpo escorregadio me estremeço de prazer; quando sinto sua língua nas minhas cavidades te convido a entrar, e quando você ameaça ir mais fundo dentro da parte mais privada do meu corpo eu digo sim com o meu olhar. Espero que você me deixe ainda mais molhada com o seu líquido e, quando você parece já ter cansado de usar o meu corpo, eu te convenço a ir além e tentar outras partes dele…


“Atrás”

olhar3

Quando você me perguntar por onde vamos, saiba que a resposta será sempre “atrás”. E quando você quiser encarar o meu olhar saiba que eu darei a minha melhor versão, direta, inteira, inclinada. Não te espero nos limites claustrofóbicos da sua cama, te espero em pé, voluptuosa e arredondada. E se quiser saber como eu gosto, você vai ter que lá atrás descobrir…


Sem Pudor

tumblr_m7kup8a5ny1qmowaco1_500_large

Tudo o que eu peço é a sua liberdade em forma de entrega. Tudo que quero é o toque aveludado, o som frenético como quem dança extasiado em uma segunda-feira de carnaval e o olhar singelo de quem diz “me ame ou me come”. Tudo que eu preciso é de você assim, inteira à minha espera, saltitante, molhada, sem pudor…


Depois…

mulherdormindo copia

Depois de tudo que passamos, escondo a minha felicidade em um lugar bem próximo dos meus seios, daqueles que foram generosamente acariciados e beijados pela sua boca sedenta de vontade. Deixo essa felicidade descer pela minha barriga até encontrar minha extremidade mais íntima e vulgar. Faço das lembranças um carnaval de emoções e choro de prazer quando seu rosto vem à minha mente. Me entrego novamente a você, em silêncio, à distância e escondida entre meus edredons…


Lá Longe

Lá longe está o teu corpo, que contemplo em um olhar sedento. Que imagino se virando em várias formas e poses, que recito em poesias a beleza das curvas e da pele macia, que limpa, espera pelo meu toque. Te vejo longe, distante, inacessível. Te vejo de longe e, mesmo sem poder te alcançar, te vejo pronta para mim. De longe te sinto perto de mim, dentro das minhas veias, que insistem em pulsar quando grito seu nome na minha mente suja e desordenada. Te penetro com toda a vontade do mundo, em silêncio e devagar, mesmo estando longe…