Através das Minhas Mãos

Atravésdasminhasmaos

Através das minhas mãos você vira homem, através delas você sobrevive ao tesão que quase te sufoca e que te leva ao precipício da servidão, até alcançar o seu ponto de equilíbrio e voltar a sorrir satisfeito, como um menino bobo, aquele que fingia se esconder da chuva quando, na verdade, tudo o que mais queria era ficar encharcado dela. Através das minhas mãos te faço viver de novo, sem medo e sem pudor; através delas te enriqueço de saudades e te mostro outros movimentos, que você antes desconhecia… através das minhas mãos esculpo um pouquinho do gozo leve que você vai carregar por alguns dias como uma lembrança suave de um toque que podia ter sido de qualquer pessoa, mas que veio de mim…

Sobre Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa Ver todos os artigos de Cris Coelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: