Quero poder dar o meu furo de forma feroz e lasciva; quero abster meu ser de recato e sensatez e proliferar a divina agonia que antecede o gozo preliminar e fulgaz, aquele que não precede de julgamentos e de ressalvas, e que imprime dor e prazer na mesma intensidade viril que projetam os homens de bem de uma sociedade falida e dependente de sexo bom na mesma medida da sua ordem e seu progresso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s