“Gosto Doce”

suapele

Deslizo minhas mãos suaves pela sua pele seca até atingir a superfície molhada da sua boca, que renova minha vontade em continuar explorando suas curvas e suas dobras. Sinto o cheiro inebriante que sai dos seus poros, que me enlouquece e me instiga a continuar massageando cada centímetro do seu corpo. Por fim, saboreio o gosto doce que sai de você, que escorre pelas suas pernas e se mistura pecaminosamente na minha saliva. Escuto os gemidos propagados com sua voz rouca e aprecio a maravilha que é te ver contorcendo de prazer só com o toque da minha língua…

Sobre Cris Coelho

A minha literatura é livre de estereótipos, padrões e convenções. Ela entrega poesia onde há cotidiano. E renova minha fé em mim e no mundo. Cris Coelho, Escritora & Poetisa Ver todos os artigos de Cris Coelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: